ENH FC de Vilankulo, procura triunfo de reconciliação com o público diante da LDM.

Artur Romão
Foto: RM Desporto

Os Hidrocarbonetos afastados cedo da Taça de Moçambique, na sequência da derrota por 0-1, imposta pelo Ferroviário de Inhambane, na última quarta-feira, em pleno Alto Makhassa, assumem a missão de a todo custo ganhar este sábado, na recepção a Liga Desportiva de Maputo, em desafio da segunda jornada do Moçambola, marcado para as 15 horas.

Artur Romão, o eterno treinador da casa, que irá orientar o conjunto no jogo contra a Liga Desportiva de Maputo, depois do afastamento do processor Alcides Chambal e Victor Magaia, afirma que o grupo está recuperado do stress provocado pela eliminação surpreendente da segunda maior prova de futebol nacional,
 "o grupo apresenta-se em óptimas condições para com muito respeito defrontar e procurar ganhar diante da Liga".


O treinador interino do ENH FC de Vilankulo, realça que uma vitória no jogo deste sábado, pode elevar os índices de motivação do grupo e servir de reconciliação com o público que na última quarta-feira saiu de Alto Makhassa, profundamente desiludido e chocado, com derrota frente aos locomotivas de Inhambane.

Arturito, pede maior presença do público no Alto Makhassa, para transmitir a força necessária a equipa de modo que consiga sufocar os comandos de Aly Hassane, 
"sem o carinho do nosso público, o jogo pode nos ser difícil, queremos o conforto dos nossos adeptos para que a Liga Desportiva de Maputo, sinta que nós mandamos no nosso terreno" acrescentou.

LEIA MAIS:

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem